Início > Blog > Quais são os sintomas da doença do carrapato? Proteja seu animal de estimação!

Quais são os sintomas da doença do carrapato? Proteja seu animal de estimação!

Quais sintomas da doença do carrapato

Com certeza, você já deve ter se deparado com esse termo ou conhecido algum animal infectado com essa enfermidade. Por ser algo comum, é importante que todo tutor saiba quais são os sintomas da doença do carrapato a fim de buscar ajuda especializada o quanto antes.

Apesar de falarmos sobre a “doença do carrapato” como uma única patologia, a verdade é que este termo envolve mais de uma coisa. De maneira geral, as duas principais enfermidades associadas ao diagnóstico são a erliquiose e a babesiose, ambas causadas por estes parasitas.

A erliquiose é consequência de bactérias, enquanto a babesiose se deve aos protozoários. Como os responsáveis pelas doenças, os carrapatos transmitem inúmeros microrganismos hemoparasitas, os quais infectam as células do sangue e se desenvolvem no corpo do animal.

Embora tais parasitas sejam facilmente identificados por tutores, a percepção dos sintomas e possibilidades de tratamento nem sempre são óbvias. O mesmo vale para os métodos de transmissão da doença de carrapato e as melhores maneiras de se prevenir dela.

É por isso que torna-se tão importante saber identificar o quanto antes essa enfermidade. Abaixo, daremos dicas e falaremos mais sobre ela. Acompanhe com atenção este conteúdo criado pela redação do blog do DOK, uma rede que reúne os melhores hospitais veterinários do Brasil!

 

Saiba quais são os sintomas da doença do carrapato

Os principais sintomas são comuns a diversas outras patologias, o que significa que, por si só, elas não são suficientes para que o tutor desconfie da sua exata origem. Isso é especialmente verdade com as características das fases iniciais da doença do carrapato.

Febre, falta de apetite, perda de peso, pontos de sangramento na pele, anemia, sangramento nasal, sangue na urina e nas fezes e convulsões são alguns dos sintomas presentes nas diferentes fases da doença do carrapato. Naturalmente, elas vão avançando em gravidade.

A patologia é composta de três fases e por isso é importante ficar atento em quais são os sintomas da doença do carrapato que o animal está desenvolvendo. São elas: a aguda, a subclínica e a crônica.

De maneira constante, a condição compromete a função dos órgãos do cachorro, o que pode levar ao óbito. Por conta disso, quanto mais cedo houver o diagnóstico, melhor.

 

Quais são as causas da doença do carrapato?

Apesar de ser muito importante conhecer quais são os sintomas da doença do carrapato, entender como ela pode surgir ajuda na prevenção e até mesmo na associação de causa-sintoma.

Como mencionado anteriormente, ela pode ser causada por bactérias ou protozoários, bastando somente que um carrapato tenha contato com o corpo do animal. Essa criatura, a qual é um aracnídeo, suga o sangue do bicho para sobreviver.

Carrapatos se reproduzem com facilidade, o que faz com que as doenças que eles facilitam sejam altamente transmissíveis. Cachorros costumam ser as vítimas mais frequentes, mas gatos, animais de fazenda, seres humanos e outros mamíferos também podem infectar-se.

Ou seja: embora descobrir a causa da doença do carrapato não seja uma tarefa difícil, existem diversos fatores que devem ser considerados e por isso torna-se essencial conhecer os sintomas da doença do carrapato.

Quando existe a desconfiança, o animal deve ser separado de outros, a fim de que os carrapatos não contaminem mais organismos. Em seguida, é essencial buscar orientação veterinária.

 

Diagnóstico da doença

Mesmo sabendo quais são os sintomas da doença do carrapato e conhecendo suas causas, somente um veterinário poderá identificar essa enfermidade.

O diagnóstico adequado só pode ser feito por um veterinário. Apesar disso, a presença de carrapatos no corpo do animal pode ser percebida pelo próprio tutor, o que, associado aos sintomas mencionados antes, indica a presença da doença.

No consultório veterinário, o profissional irá realizar um exame físico, procurando por sinais da presença dos carrapatos. A tarefa é auxiliada com informações cedidas pelos tutores sobre o histórico médico do animal doméstico e a descrição dos sintomas percebidos.

O passo seguinte é a realização de um exame de sangue, o qual apresentará dados como número de hemácias e plaquetas.

Dependendo desses indicadores, o veterinário poderá chegar ao diagnóstico de erliquiose ou babesiose, as duas principais doenças do carrapato.

 

Quais são as opções de tratamento?

Após aprender quais são os sintomas da doença do carrapato e suas causas, fica mais fácil fazer o diagnóstico precoce e tratá-la o quanto antes.

O tratamento mais adequado depende da sua fase e do hemoparasita. A transfusão de sangue, por exemplo, pode ser necessária caso o animal esteja debilitado de maneira avançada.

A cura da doença do carrapato é feita de acordo com o agente infeccioso. Para a babesiose, aplica-se injeções de antiparasitários, enquanto a erliquiose requer fármacos por via oral. O tratamento deve ser iniciado no consultório veterinário e seguido em casa, de acordo com o estado de saúde do animal.

O tempo de tratamento da doença do carrapato dependerá da eliminação dos parasitas e da fase em que a patologia chegou. Antibióticos e demais medicamentos são usados por períodos variáveis, podendo chegar a até 30 dias. É de extrema importância que os cuidados não sejam interrompidos.

 

Como prevenir a doença do carrapato?

Ao contrário de algumas zoonoses, a doença do carrapato não possui uma vacina da maneira tradicional como as conhecemos. Por causa disso, os métodos de prevenção envolvem o uso de comprimidos, coleiras, sprays, pipetas e demais produtos com efeitos carrapaticidas.

Essa complexidade de prevenção é o que torna essencial conhecer quais são os sintomas da doença do carrapato.

Recomenda-se, ainda, evitar que o animal fique na presença de muitos outros, especialmente aqueles cuja situação de saúde o tutor desconhece. A higiene também é um fator essencial aqui, com ambientes sujos ou com grama alta aumentando os riscos.

O tutor deve checar o corpo do cão com regularidade, especialmente nas dobras dos membros, atrás da orelha e na sola das patas, locais onde carrapatos costumam se esconder. Caso algum seja encontrado, deve-se desinfetar o ambiente e buscar ajuda veterinária.

A doença do carrapato (ou “as doenças”, como pudemos perceber durante o texto) é uma das mais fáceis de serem curadas, mas isso não significa que ela não seja letal. Ao conhecer quais são os sintomas da doença do carrapato e perceber quaisquer semelhanças, os tutores devem levar o animal ao veterinário de confiança com o máximo de urgência possível.

Temos uma equipe multidisciplinar em cada hospital veterinário, que conta com equipamentos de última geração, para realizar exames e tratar as mais diversas enfermidades. Agende agora uma consulta veterinária para seu cãozinho!

Confira outras postagens

Você já cuidou dos olhos do seu pet hoje? Conheça a importância da Oftalmologia

A saúde ocular dos animais de estimação é frequentemente negligenciada, pois muitos deles, mesmo cegos de um olho, não demonstram sinais visíveis e se adaptam bem ao ambiente. Por isso, é comum que tutores não percebam a cegueira parcial ou outros problemas oculares em seus pets. Importância da consulta Oftalmológica Consultas oftalmológicas regulares são essenciais […]

LER MATÉRIA

Dilofilariose Canina: Conheça os sintomas, tratamentos e prevenção!

A Dilofilariose Canina é um verme que se aloja no coração dos cães parasitados. Os parasitas formam grumos, levando ao aumento da câmara cardíaca do animal, resultando em um problema cardíaco. Como acontece a infecção? Assim como a maioria dos filarídeos, os membros desse gênero necessitam de hospedeiro intermediário artrópode (mosquitos) para a realização do […]

LER MATÉRIA

Hemodiálise para pets? Vem saber mais!

A medicina veterinária tem registrado avanços nos últimos anos, e os tratamentos inovadores para diversas condições têm proporcionado cada vez mais qualidade de vida aos pacientes pets. Um desses progressos é a hemodiálise. Mas o que é Hemodiálise? Os rins funcionam como um filtro natural do corpo, eliminando substâncias indesejadas e regulando os níveis de […]

LER MATÉRIA