Início > Blog > Como saber se o cachorro está com infecção intestinal?

Como saber se o cachorro está com infecção intestinal?

Como saber se o cachorro esta com infecção intestinal

Você já ouviu falar em gastroenterite canina? Este problema nada mais é do que a inflamação do aparelho digestivo. Apesar de comum, os tutores precisam estar atentos para buscar um tratamento imediato. Mas como saber se o cachorro está com infecção intestinal? Vamos explicar!

Essa doença pode afetar desde o estômago até o intestino grosso e delgado do animal, e apresentar diferentes sintomas, por exemplo, diarreia e vômito. Porém, em alguns casos, o cachorro também apresenta perda de apetite e letargia.

Com estes sintomas, é de se esperar que o tutor fique desesperado e sem saber o que fazer. Se este for o seu caso, leia com atenção o conteúdo que preparamos para você.

O cachorro com infecção intestinal demandará cuidados específicos conforme a idade e a forma como o problema se manifesta, ou seja, crônica ou aguda. Como veremos, o problema pode surgir por diversas causas, principalmente intoxicações alimentares, vírus e bactérias.

Seja bem-vindo ao blog do DOK, uma rede que reúne os melhores hospitais veterinários do Brasil. Veja as especialidades veterinárias atendidas!

O que pode causar a infecção intestinal em cachorros?

Como saber se o cachorro está com infecção intestinal? Antes de entrar nas explicações, é válido lembrar que, embora, na maioria das vezes, não seja possível identificar sua causa exata, fatores diversos levam à alteração significativa da microbiota intestinal do animal.

Logo, algumas das principais causas para este problema são:

 

  • Alimento indevidamente cru;
  • Alimentos estragados;
  • Ingestão de substâncias tóxicas como plantas ou produtos químicos;
  • Parasitose;
  • Úlceras;
  • Sensibilidade ou alergia alimentar;
  • Neoplasias;
  • Doenças genéticas;
  • Ingestão de brinquedos, plástico, lixo, dentre outros corpos estranhos.

 

Ah, mas se eu não sei o que causou este problema no meu cão fica mais difícil tratar? Pelo contrário, agindo no momento certo, a recuperação é rápida e até definitiva. Eis a importância de aprender como saber se o cachorro está com infecção intestinal.

 

Principais sintomas de infecção intestinal

A princípio, um sintoma clássico da doença é a diarreia, assim como acontece com os humanos. Porém, além das fezes moles, pode haver muco no cocô. Ademais, a matéria tem um aspecto mais escuro e úmido, inclusive com sangue.

Outro sintoma clássico de infecção intestinal em cães é quando o animal se esforça mais para evacuar, além de fazer isso em lugares não habituais. Também é comum apresentar:

 

  • Letargia;
  • Apatia;
  • Falta de apetite;
  • Dores abdominais;
  • Vômitos;
  • Fezes líquidas;
  • Náuseas (o cão baba e engole frequentemente);
  • Desidratação;
  • Inquietação.

 

Diante destes sintomas, é fundamental levar o animal ao veterinário para avaliação e diagnóstico corretos.

 

Como saber se o cachorro está com infecção intestinal? Veja algumas dicas!

Sem dúvidas, a confirmação da doença virá do veterinário. Além dos sinais clínicos e relatos do tutor, o diagnóstico se baseia também em exames físicos, laboratoriais e mesmo histórico de saúde do animal.

Porém, esta é uma condição fácil de ser identificada, principalmente pelos sintomas clássicos. Ainda assim, a avaliação das causas é importante para não agravar o quadro da gastroenterite canina.

Sendo assim, é importante o tutor aprender como saber se o cachorro está com infecção intestinal, para então buscar ajuda de um profissional que dará o diagnóstico final e indicará opções de tratamento.

Normalmente, o veterinário faz algumas perguntas específicas, por exemplo, se o cronograma de vermifugação e vacinação está em dia, mudanças recentes na dieta ou até o contato com substâncias e plantas tóxicas.

Ele também investigará se houve o contato com animais desconhecidos ou se o cachorro saiu para a rua sem a presença do tutor.

A partir dessas investigações iniciais, o veterinário solicitará exames laboratoriais para uma avaliação mais aprofundada. Entre os mais comuns, estão:

 

  • Hemograma completo para confirmar desidratação ou infeções;
  • Radiografia para identificar a presença de obstruções intestinais ou corpos estranhos;
  • Análise da amostra fecal para investigar se há parasitas.

 

Conforme o quadro geral, o profissional também pode pedir exames de imagem para saber se o cachorro tem alguma infecção e o estágio do problema.

É importante frisar que, embora aparentemente simples e comum, a doença requer cuidados imediatos, então é primordial entender como saber se o cachorro está com infecção intestinal.

A complicação ocorre, principalmente quando há sangue nas fezes, sintoma que pode indicar uma gastroenterite hemorrágica mais grave e que, se não tratada rapidamente, leva à morte. Logo, você deve ficar atento sobre anormalidades que ocorram com o cachorro.

 

Opções de tratamento para infecção intestinal em cães

Inicialmente, o tratamento da infecção intestinal é simples, mas os cuidados vão depender, sem dúvidas, do quadro de saúde do animal. Após o correto diagnóstico, o veterinário deve passar uma série de orientações ao tutor.

Normalmente, o tratamento consiste em promover a recuperação da inflamação no trato intestinal. Ele começa pelo jejum de 12 horas caso o cão esteja vomitando, além de uma dieta composta por alimentos mais leves e de fácil digestão.

Tudo isso deve ser acompanhado por pequenas porções de água, evitando a desidratação do paciente. O mesmo é feito se o cãozinho estiver com diarreia.

Porém, se a gastroenterite canina for mais intensa, o veterinário pode prescrever medicamentos específicos ou recomendar mudanças definitivas na dieta do animal. Tais cuidados, inclusive, podem persistir ao longo da vida, conforme as causas que levaram à infecção intestinal.

De modo geral, cabe ao tutor identificar os primeiros sintomas ao entender como saber se o cachorro está com infecção intestinal, mas somente o profissional poderá verificar o melhor tratamento. A boa notícia é que o cão costuma melhorar em até dois dias.

Porém, há chances de que o trato ainda esteja sensível, por isso, o ideal é que a alimentação normal só retorne entre quatro e sete dias. E, ainda assim, gradualmente.

Cuide do seu melhor amigo!

Vimos, até aqui, que a infecção intestinal aparece por diferentes motivos e até se trata de um cenário bastante comum em clínicas veterinárias. O que não significa, entretanto, que não demande intervenção rápida. E a melhor forma de ajudá-lo é levando-o ao médico.

Porém, o ideal mesmo é cuidar para que o problema nem surja. Entre os cuidados essenciais, destacamos deixar a vacinação e a vermifugação em dia, bem como sempre alimentá-lo com uma dieta adequada.

Além disso, dar água limpa e fresca ao doguinho, deixar o ambiente em que ele vive higienizado e, por menos que ele goste, levar para banhos regulares. Cuide, também, para que ele não tenha acesso a lixo, substâncias tóxicas e coisas jogadas no chão que ele possa engolir.

Depois de ler este artigo em que explicamos como saber se o cachorro está com infecção intestinal, é hora de se questionar: como estão os cuidados com o seu companheiro? Agende uma consulta veterinária para ele e receba orientações sobre vacinas e outros processos essenciais para que ele fique bem!

Confira outras postagens

Você já cuidou dos olhos do seu pet hoje? Conheça a importância da Oftalmologia

A saúde ocular dos animais de estimação é frequentemente negligenciada, pois muitos deles, mesmo cegos de um olho, não demonstram sinais visíveis e se adaptam bem ao ambiente. Por isso, é comum que tutores não percebam a cegueira parcial ou outros problemas oculares em seus pets. Importância da consulta Oftalmológica Consultas oftalmológicas regulares são essenciais […]

LER MATÉRIA

Dilofilariose Canina: Conheça os sintomas, tratamentos e prevenção!

A Dilofilariose Canina é um verme que se aloja no coração dos cães parasitados. Os parasitas formam grumos, levando ao aumento da câmara cardíaca do animal, resultando em um problema cardíaco. Como acontece a infecção? Assim como a maioria dos filarídeos, os membros desse gênero necessitam de hospedeiro intermediário artrópode (mosquitos) para a realização do […]

LER MATÉRIA

Hemodiálise para pets? Vem saber mais!

A medicina veterinária tem registrado avanços nos últimos anos, e os tratamentos inovadores para diversas condições têm proporcionado cada vez mais qualidade de vida aos pacientes pets. Um desses progressos é a hemodiálise. Mas o que é Hemodiálise? Os rins funcionam como um filtro natural do corpo, eliminando substâncias indesejadas e regulando os níveis de […]

LER MATÉRIA