Início > Blog > Quais animais devem ser vacinados contra raiva? Entenda tudo!

Quais animais devem ser vacinados contra raiva? Entenda tudo!

Quais animais devem ser vacinados contra raiva

Quando a gente fala em vacinação, a maioria dos tutores sempre pensa nos cães e gatos, já percebeu? Isso inclui mesmo as campanhas organizadas por autoridades municipais de saúde. No entanto, as doenças não afetam apenas felinos e cachorros, mas outros animais de estimação.

Diante disso, entender quais animais devem ser vacinados contra raiva permite aos tutores ampliar seus conhecimentos.

Antes de tudo, é fundamental ter em mente que a raiva consiste em uma doença viral que afeta todos os mamíferos. Isso inclui tanto seres humanos quanto animais de estimação. Sua transmissão se dá pela mordida do infectado e, se não for tratada a tempo, pode até ser fatal, pois afeta o sistema nervoso central.

No entanto, o ideal mesmo é evitá-la com a prevenção. Por isso, é tão importante saber mais informações sobre a vacinação e, sobretudo, com que frequência ela deve ser feita.

Aproveitamos a oportunidade para fazer uma pergunta: como está o cartão de vacinas do seu animal de estimação?  Se você suspeita que ele esteja atrasado com alguma proteção, agende uma consulta veterinária para ele! Faremos uma avaliação completa para colocar todas as doses em dia.

Saiba quais animais devem ser vacinados contra raiva

A princípio, a vacinação é recomendada para todos os animais de estimação, o que inclui gatos, cães e furões. Vale lembrar que, no Brasil, a imunização é obrigatória, inclusive com campanhas promovidas por autoridades de saúde, uma vez que se trata de uma zoonose.

Porém, em outros países, animais que, embora não sejam considerados domésticos, mas são de criação, devem também ser vacinados. Por exemplo, cavalos, vacas e porcos também devem doses da antirrábica.

É válido ter atenção, pois a vacina contra a raiva é obrigatória também em outros países. Só para ilustrar, a saída de um animal de uma região para outra, bem como a autorização de sua entrada, demanda aprovação em um teste de sorologia que comprova a sua saúde imunológica.

E sobre outros pets, como hamsters, coelhos e porquinhos da Índia: quais animais devem ser vacinados contra raiva? A princípio, estes não precisam receber a antirrábica. Porém, é sempre válido pedir orientações de veterinários, principalmente especializados.

Por fim, em determinadas regiões, reservas ambientais procedem com a vacinação também em animais selvagens como morcegos e raposas. Neste caso, a imunização visa proteger humanos e os pets que vivem próximos.

 

Como a vacina antirrábica age no organismo?

A princípio, o imunizante estimula, ao ser aplicado no organismo, o sistema imunológico a produzir anticorpos contra o vírus. Assim, impede que ele se multiplique e cause a doença caso o animal seja contaminado.

Ou seja, ainda que ele entre em contato com a doença, não a desenvolverá. E não se preocupe, pois embora a vacina antirrábica seja feita com substâncias biológicas, estas são inativadas por modificação em laboratório após cultivo em linhagem celular.

Inclusive, este é o motivo pelo qual a pessoa deve ser imediatamente vacinada caso seja mordida por animais suspeitos de infecção pelo vírus.

Quando vacinar o animal contra a raiva?

Após saber quais animais devem ser vacinados contra raiva, é importante ter em mente a frequência correta. Normalmente, a primeira dose com essa finalidade é aplicada em cães e gatos quando completam três meses.

A partir daí, a proteção é reforçada periodicamente, conforme indicado no cartão de vacina. Há veterinários que a aplicam alguns dias depois das múltiplas, como a tetravalente.

Contudo, se você adota o animal já adulto e não conhece seu histórico imunológico, a vacina deve ser aplicada imediatamente.

 

Quais são os principais sintomas da raiva em animais?

É necessário saber quais animais devem ser vacinados contra raiva, mas vale a pena ter em mente sua importância conhecendo mais sobre a doença.

Inicialmente, os principais sintomas da raiva em cães, gatos e demais animais de estimação incluem salivação excessiva, comportamento agressivo, paralisia e convulsões. Pode ser, ainda, que o animal infectado apresente perda de apetite, febre, vômitos, problemas de coordenação e mudanças na vocalização.

Como a raiva afeta o sistema neurológico, há outros sinais de mudanças comportamentais além da agressividade. Por exemplo, lamber ou morder objetos excessivamente.

Infelizmente, em muitos casos, a doença pode ser fatal. Isso reforça a importância de saber quais animais devem ser vacinados contra raiva e garantir a proteção deles. Diante do menor sintoma, leve-o ao veterinário com urgência. Afinal, da mesma forma que em outras patologias, o diagnóstico precoce é fundamental para o sucesso do tratamento.

Vacina é um ato de amor

Diante do que vimos até aqui, após entender quais animais devem ser vacinados contra raiva, tenha em mente que em alguns países, como o Brasil, a antirrábica é obrigatória.

Normalmente, ela é aplicada já no terceiro mês de vida, quando se trata de filhotes, ou quase que imediatamente no caso da adoção de animais adultos. Após a primeira dose, o reforço da vacina deve ser feito anualmente. Ainda que sua região não inclua a imunização em um cronograma obrigatório, não deixe de proteger o seu pet.

Gostou do conteúdo? Aqui no blog da Rede DOK, sempre apresentamos informações valiosas para melhorar a qualidade de vida do seu animal de estimação. Aproveite e conheça os nossos hospitais veterinários!

Confira outras postagens

Você já cuidou dos olhos do seu pet hoje? Conheça a importância da Oftalmologia

A saúde ocular dos animais de estimação é frequentemente negligenciada, pois muitos deles, mesmo cegos de um olho, não demonstram sinais visíveis e se adaptam bem ao ambiente. Por isso, é comum que tutores não percebam a cegueira parcial ou outros problemas oculares em seus pets. Importância da consulta Oftalmológica Consultas oftalmológicas regulares são essenciais […]

LER MATÉRIA

Dilofilariose Canina: Conheça os sintomas, tratamentos e prevenção!

A Dilofilariose Canina é um verme que se aloja no coração dos cães parasitados. Os parasitas formam grumos, levando ao aumento da câmara cardíaca do animal, resultando em um problema cardíaco. Como acontece a infecção? Assim como a maioria dos filarídeos, os membros desse gênero necessitam de hospedeiro intermediário artrópode (mosquitos) para a realização do […]

LER MATÉRIA

Hemodiálise para pets? Vem saber mais!

A medicina veterinária tem registrado avanços nos últimos anos, e os tratamentos inovadores para diversas condições têm proporcionado cada vez mais qualidade de vida aos pacientes pets. Um desses progressos é a hemodiálise. Mas o que é Hemodiálise? Os rins funcionam como um filtro natural do corpo, eliminando substâncias indesejadas e regulando os níveis de […]

LER MATÉRIA