Início > Blog > Como identificar dor de ouvido em gatos? Entenda os sintomas

Como identificar dor de ouvido em gatos? Entenda os sintomas

Como identificar dor de ouvido em gatos

Boa parte das preocupações dos tutores seriam resolvidas se os animais domésticos pudessem falar, certo? A boa notícia é que, embora a comunicação verbal seja impossível, os nossos pets oferecem uma série de sinais, os quais podem ser interpretados pelos humanos.

E é sobre um desses que vamos abordar nesse artigo para te ensinar como identificar dor de ouvido em gatos. Esta é uma condição com alguns dos sinais mais facilmente identificáveis.

Por se tratar de um incômodo físico direto, o gato afetado pela dor de ouvido demonstrará o incômodo por meio de suas atitudes, o que merece a atenção daqueles que cuidam dele.

Abaixo, nós vamos falar sobre os principais sinais de uma dor de ouvido felina, quais são as suas causas mais comuns, como a condição pode ser tratada por tutores e profissionais da medicina veterinária e quais são algumas das maneiras como ela pode ser prevenida.

Seja bem-vindo ao blog do DOK, uma rede que reúne os melhores hospitais veterinários do Brasil. Veja as especialidades veterinárias atendidas!

Aprenda como identificar dor de ouvido em gatos

Os primeiros sinais percebidos pelos tutores estão relacionados aos comportamentos repetitivos de coçar a região do pescoço e das orelhas e balançar a cabeça. É normal que gatos se cocem assim algumas vezes, mas a repetição é um sintoma.

Ao observar a parte externa da orelha do felino, o tutor pode notar que uma delas fica mais abaixada ou que existem ferimentos causados pelo ato de coçar repetitivamente. Também é possível perceber uma secreção escura, a qual possui um odor desagradável e vai ajudar a saber como identificar dor de ouvido em gatos.

Diante desses primeiros sintomas, o animal pode começar a ficar com a cabeça inclinada para o lado onde a dor está se manifestando. Quando não tratada, essa condição pode levá-lo à apatia, agressividade e à perda de apetite, o que pode causar condições como a anorexia.

As condições associadas com a dor de ouvido felina podem levar à surdez parcial ou completa, o que costuma ser irreversível. Esses sintomas são mais frequentes em estados avançados, quando outros sintomas não foram percebidos ou foram ignorados pelo tutor.

 

O que causa dor de ouvido em gatos?

Depois de saber como identificar dor de ouvido em gatos, é importante entender como ela surge.

A dor de ouvido em animais domésticos é chamada de “otite”. Embora algumas raças de cachorro estejam mais propensas à doença (como beagles, por exemplo), ela também afeta os gatos. A condição felina é mais rara do que a canina, mas nem por isso menos prejudicial.

A otite pode se apresentar de maneira externa, média ou interna, dependendo do quão comprometida a orelha e o canal auditivo estão. Naturalmente, as inflamações internas são mais difíceis de serem percebidas por tutores e podem indicar uma condição mais grave.

A otite pode ser causada por bactérias, fungos ou ácaros. Ela também pode ser classificada como primária (ou parasitária) e secundária (ou infecciosa).

Embora menos comum, dores de ouvido em gatos também podem ser causadas por alergias, tumores ou mesmo pela presença de corpos estranhos no interior do canal auditivo.

Nesses casos, os sintomas variam um pouco (o que pode fazer com a tarefa sobre como identificar dor de ouvido em gatos nem sempre seja simples), mas o mesmo incômodo é apresentado pelos felinos.

 

O que fazer quando o gato sente dor de ouvido?

A primeira atitude a ser tomada ao perceber sinais da dor de ouvido em um gato é levá-lo a um consultório veterinário. É somente a partir de um diagnóstico definitivo que os tratamentos podem ser iniciados, considerando a causa da dor e o histórico geral da saúde do animal.

No consultório, o veterinário fará um exame físico completo, podendo também avaliar a secreção presente no canal auditivo. A otite costuma ser diagnosticada facilmente, mas alguns profissionais podem pedir outros estudos, a fim de avaliar a extensão da infecção.

Dependendo da gravidade da dor de ouvido, a infecção pode ser resolvida apenas com fármacos, como antibióticos e anti-inflamatórios. Analgésicos também podem ser receitados com o objetivo de diminuir o incômodo. Pomadas melhoram as feridas do lado externo.

Em casos mais graves, veterinários podem recomendar uma lavagem, a qual é feita pelos próprios profissionais. O procedimento requer que o gato esteja anestesiado e é bastante seguro.

Em todas as situações, os tutores não devem medicar seus animais por conta própria, o que aumenta a importância de saber como identificar dor de ouvido em gatos a fim de buscar ajuda especializada assim que possível.

 

Como evitar que o gato tenha dor de ouvido?

As principais causas de dor de ouvido em gatos são difíceis de serem prevenidas, considerando os diferentes fatores associados à condição. Apesar disso, é interessante que tutores levem os animais a um consultório veterinário no momento imediato em que perceberem algo fora do normal.

Animais com pelagem longa ou que ficam fora de casa possuem maiores chances de ter dor de ouvido, já que ficam expostos a situações vulneráveis. O mesmo vale para aqueles que residem em ambientes úmidos. Cuidar da higiene e da segurança do seu gato é essencial.

De acordo com recomendação médica, os tutores podem remover o excesso de cera e de umidade das orelhas dos gatos. Isso, porém, só pode ser feito com as corretas instruções veterinárias e usando produtos específicos, jamais se valendo de soluções caseiras.

Ao aprender como identificar dor de ouvido em gatos, entenda que a rápida constatação e a busca por ajuda médica são cruciais para evitar problemas que podem provocar a perda de audição total ou parcial.

Apesar disso, o prognóstico para gatos que sofrem dessa condição é bastante positivo, já que as doenças associadas e seus sintomas possuem tratamentos simples.

Sendo assim, você, como tutor, pode ficar atento aos principais sinais e, ao identificar alguma anomalia, procure o veterinário de confiança.

A Rede DOK conta com hospitais veterinários nas principais cidades do Brasil. Nossos profissionais atuam para promover o bem-estar e preservar a saúde do seu amigão.

Agende uma consulta veterinária para seu gato! Você ama seu pet, nós amamos cuidar dele.

Confira outras postagens

Você já cuidou dos olhos do seu pet hoje? Conheça a importância da Oftalmologia

A saúde ocular dos animais de estimação é frequentemente negligenciada, pois muitos deles, mesmo cegos de um olho, não demonstram sinais visíveis e se adaptam bem ao ambiente. Por isso, é comum que tutores não percebam a cegueira parcial ou outros problemas oculares em seus pets. Importância da consulta Oftalmológica Consultas oftalmológicas regulares são essenciais […]

LER MATÉRIA

Dilofilariose Canina: Conheça os sintomas, tratamentos e prevenção!

A Dilofilariose Canina é um verme que se aloja no coração dos cães parasitados. Os parasitas formam grumos, levando ao aumento da câmara cardíaca do animal, resultando em um problema cardíaco. Como acontece a infecção? Assim como a maioria dos filarídeos, os membros desse gênero necessitam de hospedeiro intermediário artrópode (mosquitos) para a realização do […]

LER MATÉRIA

Hemodiálise para pets? Vem saber mais!

A medicina veterinária tem registrado avanços nos últimos anos, e os tratamentos inovadores para diversas condições têm proporcionado cada vez mais qualidade de vida aos pacientes pets. Um desses progressos é a hemodiálise. Mas o que é Hemodiálise? Os rins funcionam como um filtro natural do corpo, eliminando substâncias indesejadas e regulando os níveis de […]

LER MATÉRIA