Início > Blog > Quanto tempo um gato pode ficar sozinho?

Quanto tempo um gato pode ficar sozinho?

Quanto tempo um gato pode ficar sozinho

No inconsciente popular existe a teoria de que cachorros são animais carentes, enquanto gatos são independentes. Embora a veracidade dessa informação seja debatível, quase todo mundo concorda que a necessidade da presença humana constante varia de animal para animal.

A vida adulta é cheia de compromissos, o que significa que os tutores têm que ficar uma parte considerável dos seus dias afastados dos bichinhos. Mesmo aqueles que executam suas tarefas em casa acabam precisando se afastar por algumas horas ou dias.

A partir dessa realidade, surge um dilema e muitas perguntas, especialmente para tutores de felinos. É possível deixá-lo sem companhia? Se sim, quanto tempo um gato pode ficar sozinho? Essa e outras dúvidas vão ser respondidas no decorrer desse texto. Vamos lá!

Seja bem-vindo ao blog da Rede DOK: a nossa missão é transformar amor em cuidado.

Os gatos podem ficar sozinhos?

Antes de chegarmos à pergunta que dá título a esse texto, é importante começarmos por uma questão anterior: gatos podem ficar sozinhos? Embora a pergunta tenha alguns desdobramentos, os tutores já podem imaginar que a resposta é um sonoro “sim”!

Com exceção dos bichanos que possuem alguma condição de saúde que requer atenção especial e presença constante de tutores, felinos podem tranquilamente ser deixados sozinhos em casa. Apesar disso, é preciso considerar que eles dependem de nós para muitas coisas.

Além disso, é imprescindível levar em conta a personalidade do seu gatinho. Alguns não se incomodam em ficar sozinhos, enquanto outros podem miar incessantemente se ficam afastados de seus humanos. Nestes casos, deixá-lo sozinho precisa ser algo ponderado.

Veja também: Onde o gato deve dormir?

Por quanto tempo um gato pode ficar sozinho?

A resposta leva em conta alguns fatores, sendo o principal deles a idade do animal. Gatos adultos podem ficar sozinhos por até 48 horas (2 dias), desde que algumas coisas, sobre as quais vamos falar mais adiante, sejam consideradas.

Os filhotes, por outro lado, precisam de uma supervisão mais constante. De maneira geral, gatos de até 2 meses devem ser checados de hora em hora. Aos 4 meses, esse tempo aumenta para 4 horas. Por fim, os de 6 meses ficam bem sem humanos por 8 horas.

Apesar das respostas sobre quanto tempo um gato pode ficar sozinho parecerem objetivas, cada animal tem suas particularidades. Como já foi mencionado em um dos tópicos anteriores, alguns bichanos adultos podem necessitar de monitorização mais frequente, o que desconsidera os tempos descritos aqui.

O que deve ser considerado ao deixar um gato sozinho?

Antes de deixar um gato sozinho por longos períodos de tempo, os tutores devem fazer algumas ponderações. A primeira delas é: existe outra alternativa? Isto é: existe alguma maneira de deixá-lo na companhia de uma pessoa? Se a resposta for “sim”, essa é a melhor opção.

Em alguns casos, porém, essa necessidade existe. Cada tutor conhece o seu próprio “filho”, de modo que existem soluções individuais. Alguns gatos, por exemplo, sentem-se melhor se ficarem na presença de uma peça de roupa com o cheiro do seu humano.

De toda forma, é muito indicado educar o seu felino para que ele se acostume com a sua ausência. Mesmo pessoas que realizam todas as suas tarefas de casa precisam se ausentar em algum momento, de modo que o gato precisa estar confortável com a separação.

Quais devem ser os preparativos para deixar um gato sozinho?

Você já viu algumas informações acima sobre quanto tempo um gato pode ficar sozinho e precisa se ausentar por um período, como fazer isso? A parte mais importante são as preocupações práticas.

Mesmo animais independentes não podem ser separados do seu tutor sem maneiras de tomarem conta de suas próprias necessidades básicas e fisiológicas, especialmente a alimentação.

Os tutores devem estar atentos para que o gato tenha acesso à água e comida de maneira abundante. É preciso até mesmo considerar a possibilidade de o bicho derramar a água, fornecendo pelo menos dois recipientes cheios, distantes um do outro, para evitar acidentes.

A caixinha de areia também é importante. Considerando o período máximo de até 48 horas, o animal provavelmente não irá fazer suas necessidades muitas vezes, mas é impreterível que o local esteja limpo e possa ser usado durante o tempo da sua ausência.

Devo deixar o gato sozinho, optar por um hotel ou cat sitter?

Em um dos itens anteriores nós tocamos brevemente nas alternativas para quem busca informações sobre quanto tempo um gato pode ficar sozinho. Contudo, existem alternativas que podem ser consideradas, de acordo com a sua realidade. As duas principais opções são hotéis para animais domésticos e a presença de um “cat sitter”, uma espécie de babá.

Hotéis para animais não costumam ser baratos, mas oferecem uma alternativa segura. O mesmo vale para os pet sitters, os quais podem ficar o tempo inteiro na casa fazendo companhia e cuidando do gato ou virem esporadicamente tratar das necessidades dele.

Caso as duas opções não caibam no seu bolso, sempre existe a possibilidade de pedir a ajuda de um amigo, familiar ou vizinho. Quanto mais próximo a pessoa que cuidar do seu animal for, mais confortável a sua ausência será para ele, o que é um ponto positivo valioso.

Por fim, vale considerar o fato de que, ao contrário dos animais selvagens, os domésticos são criaturas não somente acostumadas com a presença humana, mas dependentes dela. Isso significa que quaisquer compromissos que exijam a nossa ausência devem considerá-los!

Lembre-se ainda que os felinos são animais metódicos e que não gostam de muitas mudanças em suas rotinas. Por isso, faça pequenos testes antes de uma ausência maior.

Você ama seu pet, nós amamos cuidar dele. A missão do DOK é transformar amor em cuidado. Por isso, conte sempre com veterinários especialistas em medicina felina para preservar a saúde do seu gato!

Confira outras postagens

O que fazer quando o gato esta gripado

O que fazer quando o gato está gripado? Entenda as causas e cuidados

Seu gato está gripado e você não sabe o que fazer? Confira 7 cuidados importantes para uma melhora rápida do seu animal de estimação!

LER MATÉRIA
O que perguntar ao veterinário na primeira consulta

O que perguntar ao veterinário na primeira consulta? Veja nossas dicas!

Vai levar o seu pet para a primeira consulta veterinária? Confira 9 dicas e saiba o que perguntar ao veterinário na primeira visita!

LER MATÉRIA
O que fazer quando o gato está babando

O que fazer quando o gato está babando? Veja algumas dicas

Seu gato está babando e você não sabe o que fazer? Confira quais são os principais diagnósticos e tratamentos associados a essa patologia!

LER MATÉRIA