Início > Blog > Quais são os tipos de calopsitas?

Quais são os tipos de calopsitas?

Quais são os tipos de calopsitas

Quando falamos sobre aves domésticas, as calopsitas são frequentemente citadas como os animais mais carinhosos de todos. Tal característica, aliada à adaptabilidade da espécie a diferentes tipos de clima e dietas, faz com que elas agradem pessoas que procuram um pet.

Aliado a isso, as calopsitas são extremamente ativas e inteligentes, conseguindo imitar uma variedade de sons. Sua natureza dócil e aparência agradável também são atrativos, especialmente para aqueles que procuram um animal doméstico diferente de um cão ou gato.

Assim como outras espécies, é importante conhecer quais são os tipos de calopsitas para avaliar qual é a mais recomendada para a sua realidade. Elas se diferenciam, principalmente pela aparência. Nesse texto, nós vamos falar de seis delas!

Você está no blog da Rede DOK. Nossos hospitais veterinários contam com os profissionais mais qualificados para tratar bem dos pequenos animais. A nossa missão é transformar amor em cuidado!

Saiba quais são os tipos de calopsitas: existem diferenças?

Talvez você já tenha visto por aí diversas variações de cores dessa ave. Pois é, esta é a principal diferença entre as várias calopsitas existentes. Contudo, essa alteração não provoca nenhuma mudança no temperamento do animal.

Especialistas indicam que a ave costuma ser inteligente, curiosa e divertida, e que a personalidade da calopsita é fruto do ambiente de criação. Ou seja, ela adota hábitos comuns dos seus tutores. Entenda melhor!

Calopsita silvestre

A calopsita silvestre pode ser considerada o tipo “original”. Ela é a mais antiga de todas, de modo que as mutações desenvolvidas (propositalmente ou não) durante as décadas vieram dela. Naturalmente, esse detalhe a torna uma das mais populares entre os tutores.

Suas características físicas incluem corpo cinza em um tom escuro, cabeça amarela ou cinza e as famosas manchas vermelhas nas bochechas. A calopsita silvestre também tem uma faixa branca em cada uma das asas. Fêmeas têm a coloração da bochecha mais pálida.

Calopsita arlequim

Também conhecida como “pied”, a calopsita arlequim tem seu nome tirado do personagem teatral. O apelido se dá pela sua aparência, a qual remete à imagem do palhaço. Esse tipo de ave apareceu pela primeira vez nos anos 1940, na Califórnia, Estados Unidos da América.

A calopsita arlequim tem o corpo branco ou em tons cinzentos, com as asas cinzas mais escuras. A cabeça é de um amarelo claro ou intenso, assim como a crista. Além de ser a mutação mais antiga, machos e fêmeas são fenotipicamente idênticos.

Calopsita lutino

Aqueles que estão aprendendo sobre quais são os tipos de calopsitas vão se deparar com uma espécie que é a mais popular de todas: a lutino, também é chamada de “periquito americano”. Assim como as demais, ela surgiu nos Estados Unidos da América, dessa vez nos anos 1950. A sua cor varia bastante, indo desde o completo branco até um tom de amarelo forte.

Sua aparência mais comum é toda ou parcialmente amarela, com manchas vermelhas ou alaranjadas nas bochechas. Seus olhos são vermelhos e os pés são rosados. Algumas delas, especialmente as fêmeas, podem apresentar falhas de penas na parte traseira da cabeça.

Calopsita pérola

A coloração da calopsita pérola varia de acordo com a intensidade do perolado, podendo ser branca e cinza ou levemente dourada. A cabeça e cauda são amarelas, assim como a listra que cobre seu dorso. Sua característica mais marcante são as manchas cinzas pelo corpo.

A primeira aparição da calopsita pérola se deu nos anos 1970, o que a torna uma das mutações mais novas. Sua principal diferença notável é o fato de que os machos podem perder as manchinhas peroladas durante a vida adulta, enquanto as fêmeas as mantêm.

Calopsita canela

A calopsita canela possui a aparência mais variada dentre todos os tipos. Ela possui o corpo em um tom cinza claro (também descrito como amarronzado ou “cor de canela”, o que dá origem ao seu nome), cabeça amarela e bochechas alaranjadas escuras ou vermelhas.

Ao explicar quais são os tipos de calopsitas, no caso da canela, vale reforçar que o bico, as patas e os olhos têm tons mais claros do que os outros tipos. Além disso, existem diferenças entre adultos e filhotes e entre machos e fêmeas, com os machos adultos possuindo maior quantidade de melanina. Como consequência, eles têm cores mais escuras.

Calopsita cara branca

Com um nome como “calopsita de cara branca”, não é difícil imaginar o fenótipo dela. O seu corpo é cinza e o rosto é branco, mas o que a distingue de todas as outras é o fato de que ela não possui penas em tons amarelos, laranjas ou vermelhos, mesmo nas bochechas.

Sua primeira aparição se deu nos anos 1960. Por suas características distintas, essa mutação está entre as mais raras. Embora tons claros sejam frequentes, algumas calopsitas de cara branca podem ter penas em tons de marrom, com bicos e patas pálidos.

Calopsita albina

Embora seja muitas vezes confundida com outros tipos de calopsitas, especialmente as de cara branca, a albina é distinta. A mutação responsável pela sua aparência existe em praticamente todos os animais do planeta, incluindo os seres humanos.

A calopsita albina não tem qualquer melanina em sua penugem. Como consequência, ela é inteiramente clara, sem diferenciação de tons nas partes do corpo, nem mesmo nas bochechas. Os olhos dela são avermelhados e seu bico e patas têm cores próximas ao rosa.

Além de todos os tipos de calopsitas listados acima, é muito comum que encontremos algumas que compartilham características de duas ou mais delas. Nesses casos, as calopsitas recebem nomes compostos como “lutino-pérola” e “cara branca-pérola-arlequim”.

Por fim, vale ressaltar que a adoção de qualquer animal, incluindo as calopsitas, deve ser um ato feito com responsabilidade. A docilidade e lealdade desses animais merece ser retribuída com uma vida boa, recheada de comidas saudáveis, um lar confortável e muito carinho!

Depois, aproveite a qualidade dos hospitais veterinários da Rede Dok para preservar a saúde da sua ave. Nossas unidades contam com profissionais capacitados nas mais diversas especialidades. Agende uma consulta e traga seu animal. Você ama seu pet, nós amamos cuidar dele!

Após aprender aqui quais são os tipos de calopsitas, leia mais sobre com quantos meses pode castrar um cachorro e como saber se o cachorro tem catarata?

Confira outras postagens

Você já cuidou dos olhos do seu pet hoje? Conheça a importância da Oftalmologia

A saúde ocular dos animais de estimação é frequentemente negligenciada, pois muitos deles, mesmo cegos de um olho, não demonstram sinais visíveis e se adaptam bem ao ambiente. Por isso, é comum que tutores não percebam a cegueira parcial ou outros problemas oculares em seus pets. Importância da consulta Oftalmológica Consultas oftalmológicas regulares são essenciais […]

LER MATÉRIA

Dilofilariose Canina: Conheça os sintomas, tratamentos e prevenção!

A Dilofilariose Canina é um verme que se aloja no coração dos cães parasitados. Os parasitas formam grumos, levando ao aumento da câmara cardíaca do animal, resultando em um problema cardíaco. Como acontece a infecção? Assim como a maioria dos filarídeos, os membros desse gênero necessitam de hospedeiro intermediário artrópode (mosquitos) para a realização do […]

LER MATÉRIA

Hemodiálise para pets? Vem saber mais!

A medicina veterinária tem registrado avanços nos últimos anos, e os tratamentos inovadores para diversas condições têm proporcionado cada vez mais qualidade de vida aos pacientes pets. Um desses progressos é a hemodiálise. Mas o que é Hemodiálise? Os rins funcionam como um filtro natural do corpo, eliminando substâncias indesejadas e regulando os níveis de […]

LER MATÉRIA