Início > Blog > Quais são os tipos de tartarugas domésticas?

Quais são os tipos de tartarugas domésticas?

Quais são os tipos de tartarugas domésticas

Ao falarmos de animais domésticos, é muito comum que cães e gatos apareçam no topo da preferência nacional, já que eles estão em cerca de 50% dos lares. Contudo, os répteis também costumam atrair muitos tutores. Diante disso, vamos explicar quais são os tipos de tartarugas domésticas.

As tartarugas são silenciosas e longevas, esses répteis adoráveis são os companheiros ideais para alguns tipos de tutores. Mas quais são as espécies que podem viver tranquilamente em uma casa ou apartamento?

É importante considerar que as tartarugas possuem necessidades básicas que precisam ser atendidas pelos tutores. Mais do que isso, de acordo com as diferenças entre elas, alguns cuidados devem ser tomados.

Se você fez essa pesquisa para saber qual tipo de animal adotar, saiba que as tartarugas podem ter hábitos, dietas e habitats distintos para ter uma vida confortável. Uma conversa com um veterinário de confiança pode ser a melhor alternativa para saber qual animal ter em casa.

Você está no blog da Rede DOK. Nossos hospitais veterinários contam com os profissionais mais qualificados para tratar bem dos pequenos animais. A nossa missão é transformar amor em cuidado!

Saiba quais são os tipos de tartarugas domésticas

Dóceis e tranquilas, as tartarugas contam com várias espécies, sendo que algumas delas podem viver bem dentro de casa, desde que os tutores tomem uma série de cuidados. Abaixo, você verá mais informações sobre elas!

Tartaruga da madeira

Para quem deseja saber quais são os tipos de tartarugas domésticas, vamos começar falando sobre a tartaruga da madeira, uma espécie que tem o casco cinza e o corpo alaranjado, com manchas escuras na cabeça e nas patas. Em comparação com outras, ela é pequena, mede cerca de 20 cm e pesa 1 kg quando adulta. Os machos desse tipo são menores do que as fêmeas.

Apesar do nome, a tartaruga da madeira é um jabuti. Originária da América do Norte, ela é onívora e deve ser alimentada com ração e frutas. Além disso, ela é 100% terrestre na primavera e no verão, mas prefere a água no inverno e no outono.

Veja ainda: Como saber se o cachorro tem catarata?

Tartaruga russa

Assim como a da madeira, a tartaruga russa é considerada um jabuti. Ela tem o casco escuro, com manchas arredondadas, e o corpo mais claro. Esse tipo é herbívoro e pode chegar até 25 cm. Sua estimativa de vida difere bastante, mas passa dos 40 anos.

A tartaruga russa é a mais comum como animal doméstico. Ela é curiosa e gosta de explorar, o que pede habitats mais espaçosos. De hábitos exclusivamente terrestres, ela hiberna durante o inverno. Suas unhas são bem desenvolvidas e as fêmeas são maiores do que os machos.

Tartaruga tigre d’água

Originárias do nosso país, as tartarugas tigre d’água são, na verdade, cágados. O seu corpo é verde, rajado em amarelo e laranja. Quando pequenas, elas têm apenas 5 cm, mas isso muda drasticamente quando crescem, alcançando facilmente os 30 cm de comprimento.

A tartaruga tigre d’água tem uma das menores expectativas de vida, alcançando “apenas” 30 anos. Assim como outros tipos, ela tem hábitos semiaquáticos, e vive tanto na água quanto em terra. A fim de acomodar sua natureza, habitats devem ter os dois ambientes distintos.

Tartaruga pintada

Para que você entenda quais são os tipos de tartarugas domésticas, precisamos falar da pintada. Ela tem o casco rígido com listras amarelas e vermelhas. Sua pele pode ser verde escura, verde oliva ou preta, com riscos amarelos ou laranjas. Quando adulta, ela chega até 25 cm. Comum na América do Norte, sua expectativa de vida é de 25 anos.

Como é padrão entre os animais domésticos, a tartaruga pintada é um cágado. Ela vive tanto na água quanto fora dela, necessitando de um habitat grande e com temperaturas agradáveis. Sua alimentação deve ser balanceada, a fim de evitar problemas de sobrepeso.

Tartaruga (ornamental) de caixa

Estando entre as mais longevas de todas, a tartaruga de caixa pode facilmente alcançar os 80 anos. Seu casco é elevado e pintado por linhas amarelas ou avermelhadas. Comparada com outras, ela é a menor, com tamanhos variando entre apenas 10 e 15 cm.

A tartaruga de caixa é exclusivamente terrestre e tem origens norte-americanas. Uma das características que a distingue de outros tipos são os seus pés, os quais não possuem pele entre os dedos. Similar à pintada, ela precisa de habitats secos e espaçosos.

Tartaruga de orelha vermelha

Apesar de estar nesta lista que apresenta quais são os tipos de tartarugas domésticas, a comercialização da espécie de orelha vermelha atualmente é proibida pelo IBAMA. Ela aparece aqui em nossa relação porque, antes da proibição, estava entre as favoritas dos tutores.

Também conhecida como “tartaruga da Flórida”, ela é encontrada de forma selvagem nos Estados Unidos da América e México. Onívora, ela vive até 50 anos e mede entre 15 e 30 cm. Seu corpo é verde e se destacam as duas listras vermelhas na sua cabeça, de onde vem seu nome.

A tartaruga de orelha vermelha é semiaquática e nada muito bem. Ela dorme ao sol, de modo que o habitat deve ser úmido e ter contato direto com a luz solar. Por fim, ela pode ser um pouco agressiva quando precisa dividir o território com outros animais domésticos.

Desconsiderando as diferenças entre os mais variados tipos e, especialmente, as distinções entre elas e os jabutis, podemos citar tartaruga corcunda do Mississipi, tartaruga chinesa de pescoço listrado, jabuti-tinga e jabuti-piranga como outras espécies domésticas.

Se você ainda não tem uma tartaruga doméstica e está pensando em adotar, lembre-se das características que as diferenciam uma das outras. A partir disso, a escolha da “cascudinha” ideal deverá considerar os seus próprios hábitos e as possibilidades de cuidados com ela.

Use a nossa lista sobre quais são os tipos de tartarugas domésticas como referência e busque orientação profissional para escolher o seu animal. Você ama seu pet, nós amamos cuidar dele! Por isso, conte sempre com os melhores veterinários para preservar a saúde da sua companheira!

Confira outras postagens

Você já cuidou dos olhos do seu pet hoje? Conheça a importância da Oftalmologia

A saúde ocular dos animais de estimação é frequentemente negligenciada, pois muitos deles, mesmo cegos de um olho, não demonstram sinais visíveis e se adaptam bem ao ambiente. Por isso, é comum que tutores não percebam a cegueira parcial ou outros problemas oculares em seus pets. Importância da consulta Oftalmológica Consultas oftalmológicas regulares são essenciais […]

LER MATÉRIA

Dilofilariose Canina: Conheça os sintomas, tratamentos e prevenção!

A Dilofilariose Canina é um verme que se aloja no coração dos cães parasitados. Os parasitas formam grumos, levando ao aumento da câmara cardíaca do animal, resultando em um problema cardíaco. Como acontece a infecção? Assim como a maioria dos filarídeos, os membros desse gênero necessitam de hospedeiro intermediário artrópode (mosquitos) para a realização do […]

LER MATÉRIA

Hemodiálise para pets? Vem saber mais!

A medicina veterinária tem registrado avanços nos últimos anos, e os tratamentos inovadores para diversas condições têm proporcionado cada vez mais qualidade de vida aos pacientes pets. Um desses progressos é a hemodiálise. Mas o que é Hemodiálise? Os rins funcionam como um filtro natural do corpo, eliminando substâncias indesejadas e regulando os níveis de […]

LER MATÉRIA