Início > Blog > Dilofilariose Canina: Conheça os sintomas, tratamentos e prevenção!

Dilofilariose Canina: Conheça os sintomas, tratamentos e prevenção!

A Dilofilariose Canina é um verme que se aloja no coração dos cães parasitados. Os parasitas formam grumos, levando ao aumento da câmara cardíaca do animal, resultando em um problema cardíaco.

Como acontece a infecção?

Assim como a maioria dos filarídeos, os membros desse gênero necessitam de hospedeiro intermediário artrópode (mosquitos) para a realização do seu ciclo vital. Há mais de 70 espécies de mosquitos conhecidas como possíveis vetores. No Brasil há poucos estudos realizados; Aedes fluviatilis, Aedes taeniorhynchus e Aedes scapularis foram apontados como possíveis vetores. Mais tarde, no Estado do Rio de Janeiro, Ae. scapularis e Ae. taeniorhynchus foram confirmados como os melhores vetores e Culex quinquefasciatus Say como vetor secundário.

Qual a forma de prevenção?

“A melhor maneira de prevenir o verme do coração é com o uso de repelentes, evitando a picada do mosquito”, orientou o Veterinário Clínico da Rede DOK, Nelson Vieira. Já existem também injeções com aplicação anual, por isso é importante cumprir com a caderneta vacinal do seu animal de estimação.

Como diagnosticar?

Antes de aplicar qualquer tipo de vacina, é necessário o diagnóstico da doença. O diagnóstico acontece através de exames parasitológicos e sorológicos realizados pelo clínico veterinário. Quando positivo, também é necessário um exame cardiológico para verificar se existe alguma lesão cardíaca. Caso haja alteração cardíaca, é necessário consultar um cardiologista para realizar os exames necessários e definir o melhor tratamento para a doença.

Quais são os sintomas?

Os sintomas diferem conforme o estágio da infecção e a gravidade da condição. Entre eles estão: tosse persistente, cansaço extremo, dificuldade respiratória, perda de peso, inchaço abdominal, e gengivas pálidas ou azuladas. É essencial identificar esses sinais para procurar tratamento imediatamente

Qual é o tratamento?

Dependendo do estado da doença, o animal pode se tornar cardiopata, necessitando de tratamento contínuo para o equilíbrio da doença. Em casos de doença inicial, existem tratamentos para reverter o quadro, que, embora longos e delicados, têm sucesso na maioria dos casos.
Por isso é importante detectar a doença em sua fase inicial para aumentar as chances de cura sem complicações adicionais.

Consulte um veterinário de confiança, consulte o DOK.

Confira outras postagens

Você já cuidou dos olhos do seu pet hoje? Conheça a importância da Oftalmologia

A saúde ocular dos animais de estimação é frequentemente negligenciada, pois muitos deles, mesmo cegos de um olho, não demonstram sinais visíveis e se adaptam bem ao ambiente. Por isso, é comum que tutores não percebam a cegueira parcial ou outros problemas oculares em seus pets. Importância da consulta Oftalmológica Consultas oftalmológicas regulares são essenciais […]

LER MATÉRIA

Dilofilariose Canina: Conheça os sintomas, tratamentos e prevenção!

A Dilofilariose Canina é um verme que se aloja no coração dos cães parasitados. Os parasitas formam grumos, levando ao aumento da câmara cardíaca do animal, resultando em um problema cardíaco. Como acontece a infecção? Assim como a maioria dos filarídeos, os membros desse gênero necessitam de hospedeiro intermediário artrópode (mosquitos) para a realização do […]

LER MATÉRIA

Hemodiálise para pets? Vem saber mais!

A medicina veterinária tem registrado avanços nos últimos anos, e os tratamentos inovadores para diversas condições têm proporcionado cada vez mais qualidade de vida aos pacientes pets. Um desses progressos é a hemodiálise. Mas o que é Hemodiálise? Os rins funcionam como um filtro natural do corpo, eliminando substâncias indesejadas e regulando os níveis de […]

LER MATÉRIA